130_normal_eavaam_ii_logo

II Encontro de Antropologia Visual da América Amazônica - EAVAAM

Data: 25/10/2016 a 27/10/2016
Local: UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

Organização: Grupo de Pesquisa Visagem - UFPA
Contato: contato.eavaam@gmail.com
Telefone(s): 91-3201-8024
98159-0045


Ingressos
Local
Staticmap?size=250x240&sensor=false&zoom=16&markers=-1.47583%2c-48
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
Rua Augusto Corrêa, 01
Guamá
CEP: 66075-110 - Belém/PA
Descrição
Este II EAVAAM continua como iniciativa do VISAGEM – Grupo de Pesquisa em Antropologia Visual e da Imagem da Universidade Federal do Pará. No entanto, em 2016, teremos um novo tema, Debates contemporâneos sobre audiovisualidades nas Ciências Sociais, que nos permitirá mobilizar um arsenal metodológico e analítico visando uma interface entre a Antropologia, outras ciências e saberes. O objetivo desta segunda edição é consolidar, ampliar e divulgar as pesquisas, produções e produtos realizados no Brasil e na América Amazônica acerca das audiovisualidades e das dimensões imagéticas e sonoras.

 

O VISAGEM, coordenado pela Profa. Denise Cardoso, continuou nestes dois anos que nos separam da primeira edição, na UFPA e fora dela, reunindo estudantes, professoras/es e pesquisadoras/es da graduação e da pós-graduação em atividades de ensino, pesquisa e extensão que contribuem para ampliação do uso transdisciplinar da Antropologia Visual e da Imagem – partindo do planejamento anual, de reuniões semanais e eventos pré-EAVAAM ocorridos nos últimos anos.

 

Portanto, objetiva-se ampliar a reflexão e o desenvolvimento de pesquisas, produções e produtos em Antropologia Visual e da Imagem, quais sejam: a) reflexões sobre as experiências de estudantes e/ou pesquisadoras/es que utilizam imagens nas investigações científicas e/ou artísticas; b) sistematização de relatos de práticas extensionistas e/ou de ensino realizadas por professoras/es de instituições de ensino (fundamental, médio e superior) da América Amazônica; c) organização e participação em eventos acadêmico-científicos; d) práticas artístico-interventivas; e) exposição, curadoria, vernissages, produção cultural e/ou quaisquer produções em interface com o audiovisual, dentre outras metas.

 

Almeja-se com esta segunda edição a capilarização de propostas teórico-metodológicas e da reflexividade acerca das imagens & sons que compõem as cenas, as práticas e os saberes construídos pelas populações da América Amazônica.